Blog

Espiritualidade nas pesquisas médicas

Espiritualidade nas pesquisas médicas

By admin in Crônicas de pesquisas on março 24, 2019

Manuela Carvalho

O tema da espiritualidade vem ganhando destaque nos dias atuais, especialmente na área da saúde, trazendo novas perspectivas e divergências entre pesquisadores e especialistas da área. Nesse período a OMS contribuiu para legitimar o fator espiritual como uma das categorias que compõe a saúde e o bem-estar de todas as pessoas. Na última década houve um aumento significativo das pesquisas acadêmicas envolvendo esse tema, tendo mais de 250 teses e dissertações a esse respeito defendidas em diversas universidades em todas as regiões do Brasil.

A categoria espiritualidade é comumente utilizada de forma a se distanciar da religiosidade, das crenças e dogmas e categorizada como algo subjetivo e intrínseco a todo ser humano, ainda que cada um possa entendê-la à sua maneira. Nesse sentido, essa categoria é estratégica a medida em que pode ser adaptada em diversos contextos e legitimada numa chave universal, além de trazer uma noção de um caráter abrangente, diferentemente das práticas religiosas.

A forma como esse tema surgiu e se consolidou na literatura médica brasileira é a questão da qual pretendo pesquisar me aprofundar em minha iniciação científica. A partir de um mapeamento dessas teses e dissertações, tenho identificado alguns núcleos que se destacam por se constituírem como centros de pesquisa dedicados à espiritualidade (e por vezes a religiosidade) e seus vínculos com saúde e bem-estar. Entre os núcleos temos o ProSer (Programa de Saúde, Espiritualidade e Religiosidade) da USP e o NUPES (Núcleo de Pesquisa em Espiritualidade e Saúde) da Universidade Federal de Juiz de Fora. Juntamente com as produções acadêmicas de outras universidades, esses dois grupos apresentam com maior frequência temas que consideram o fator espiritual em pacientes em cuidados paliativos ,no campo da gerontologia e entre usuários de drogas.

Sendo assim, pretendo, a partir de agora, me aprofundar nessa enorme bibliografia biomédica que começou a integrar a espiritualidade no atendimento de pacientes terminais. Além disso pretendo traçar os primeiros médicos que começaram a trazer o tema da espiritualidade na saúde, a fim de investigar como esse tema começou a ganhar tanto destaque.